Insatisfação

Amanhã começarei uma dieta, amanhã reservarei duas horas do meu dia para leitura e estudos, amanhã sairei de casa para respirar um pouco de ar mesmo sendo ele o mais impuro, amanhã lavarei meus cães para passear, farei do meu amanhã diferente de hoje. Como posso fazer isso se meu hoje é o meu amanhã? Por que fazemos tantos planos para amanhã se podemos começar agora? Por que temos que planejar tudo isso quando deitamos na cama para dormir se podemos planejar por impulsividade quando acordamos? Por que temos que planejar? Por quê? Por quê?

Gostaria de não ter que pensar como todos, de fazer planos como todos, de deitar na cama para dormir e pedir perdão por todos os erros cometidos durante o dia e ainda prometer que o dia seguinte será diferente mesmo sabendo que não irá ser. Todas as coisas planejadas dão errado, se não dão totalmente pelo menos algo dá errado. Qual o problema de fazer tudo por instinto? Por achar que é certo? Por achar que será agradável, não só pra si mesmo como para todos em volta?

Não sei por que estou fazendo essas perguntas tolas sem respostas. Só não aguento deitar minha cabeça no travesseiro e sentir que meu cérebro entra em chamas por ter necessidade de planejar o dia seguinte. Quero matar todo esse ócio, quero começar novamente toda aquela correria excitante que me faz ficar cansada e no final do dia eu simplesmente deito e durmo, sabendo que o dia seguinte pode não ser tão diferente quanto o dia anterior, mas será mais do que esperado, menos planejado, mais feliz talvez.

Felicidade… Outra coisa que não se pode planejar, pois quanto mais se planeja, mais dá errado. Felicidade não é estar em um relacionamento, felicidade não é ter uma conta bancária gorda, felicidade não é ser magra e bonita… Felicidade é apenas satisfação, satisfação em estar feliz, satisfação em poder agradecer por estar vivo, satisfação por ter pessoas que te amam e que te odeiam. Satisfação é poder acordar todos os dias e dizer pra si o mesmo o quanto se está satisfeito mesmo muitas vezes não estando com a situação que nos rodeia. Ter saúde, ter uma casa mesmo não sendo luxuosa, ter uma família mesmo não sendo a mais unida e feliz, mas apenas sendo uma família satisfeita por ser uma família.

Quantos nascem sem nem ao menos saber em que ventre foram gerados, sem nem ao menos saber quem os concebeu? Mas esses são poucos que estão satisfeitos, satisfeitos por terem ganhado o dom da vida. Não julgo quem não gosta de viver, qualquer ponto de vista é questão de opinião e nisso ninguém é obrigado a ser igual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s