Um dia, um alguém

Um dia eu conheci alguém sem coração.

Não, me deixe começar de novo.

Um dia eu conheci alguém que eu imaginei ter um coração. Alguém que me prometeu o mundo, mesmo eu sabendo que isso nunca seria possível, mas que só pelo fato desse alguém tentar algo do gênero já o fazia ser alguém melhor.

Um dia eu me encontrei perdida nos braços desse alguém. Nesse dia eu senti o coração desse alguém bater próximo ao meu, e então acreditei que poderia realmente ser verdade. Mas um dia, esse alguém, depois de tanto conforto e carinho me jogou no chão e simplesmente me deixou caida, e depois pisou em mim. Nunca esperei isso desse alguém, mas aconteceu.

Um dia eu abri meus olhos, e mesmo sentindo minha visão ofuscada consegui enxergar coisas que não eram verdade. O tal alguém conseguiu me vendar, conseguiu me fazer ir por caminhos que eu talvez nunca fosse. Me fez acreditar em coisas que eu jamais acreditaria e no final, me fez sentir a pior pessoa do mundo, como se tudo aquilo fosse somente culpa minha.

No dia em que eu abri meus olhos, vi também que não poderia voltar atrás, nunca se pode. Não, isso não é uma pena. É uma lição. Uma lição válida. Uma lição eterna.

Um dia, talvez, eu repita tudo isso. Mas hoje, todos aqueles dias estão sendo esquecidos aos poucos. É melhor esquecer. É melhor não ser igual. É melhor ser diferente. É melhor ser eu sem outro alguém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s